HEMATOMA EPIDURAL ESPONTÂNEO EM UM PACIENTE COM ANEMIA FALCIFORME – RELATO DE CASO

Autores

  • Luiz Eduardo Mendonça Tenório
  • Cleiton Onofre de Menezes
  • João Victor Franco de Oliveira Calado
  • Luiz Felipe Gomes Rosa Silva
  • Gustavo Zatta Duarte
  • Lara Dandolini Pavelegini

DOI:

https://doi.org/10.52908/coorte.v16i16.327

Resumo

Os hematomas epidurais (HE) são comuns no contexto de um trauma. Raramente podem ser de ocorrência espontânea e associar-se à doença falciforme. Apresentamos neste artigo um relato de hematoma epidural espontâneo em paciente de 14 anos de idade. O paciente foi admitido com crise de cefaleia e progrediu ao longo de 96 horas com piora clínica e diagnóstico tardio com a cirurgia realizada já com o paciente comprometido neurologicamente. Progrediu de maneira insatisfatória com óbito no 3 dia pós cirúrgico. A doença falciforme possui diversos relatos na literatura com relação ao hematoma epidural espontâneo. Os principais mecanismos envolvem o infarto ósseo, a expansão da medula óssea hematopoiética e congestão venosa. O diagnóstico precoce e intervenção são cruciais no atendimento destes pacientes e são fator determinante na sobrevida e resultado.

Palavras-chave: Anemia falciforme; Hematoma epidural craneano; coagulopatias.

Downloads

Publicado

12/20/2023

Como Citar

Tenório, L. E. M., Menezes, C. O. de, Calado, J. V. F. de O., Silva, L. F. G. R., Duarte, G. Z., & Pavelegini, L. D. (2023). HEMATOMA EPIDURAL ESPONTÂNEO EM UM PACIENTE COM ANEMIA FALCIFORME – RELATO DE CASO. COORTE - Revista Científica Do Hospital Santa Rosa, 16(16). https://doi.org/10.52908/coorte.v16i16.327