REFLEXO DA PANDEMIA NAS INTERNAÇÕES PARA TRATAMENTO DA DOENÇA BILIAR NO BRASIL NOS ANOS DE 2019 E 2020

Autores

  • Paulo Luiz Batista Nogueira
  • Arestides Massao Nachi
  • Bruno de Oliveira Saretto
  • Filipe Amaral Costa
  • Gabriel Silva de Andrade
  • João Víctor Manarelli Barbosa
  • Reginaldo José de Souza Júnior
  • Samuel Santos Ali
  • Jose Antonio dos Santos Rodrigues de Rezende Neto

DOI:

https://doi.org/10.52908/coorte.v16i16.313

Resumo

As patologias da vesícula biliar são comuns no Brasil e responsáveis por cerca de 60 mil internações por ano pelo Sistema Único de Saúde. A prevalência de colelitíase aumenta em adultos a partir dos 40 anos e é mais frequente no sexo feminino. Durante a pandemia de COVID-19, estudos mostraram uma redução no número de internações para tratamento cirúrgico. Objetivo: Identificar os fatores epidemiológicos das hospitalizações por doenças que acometem a vesícula e as vias biliares ocorridas no Brasil entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020 e o impacto da pandemia nos procedimentos cirúrgicos eletivos. Métodos: Trata-se de um estudo epidemiológico, observacional, analítico de corte transversal utilizando dados do Sistema de Internações Hospitalares nos anos de 2019 e 2020. Foram incluídos pacientes maiores de idade, internação de caráter eletivo e com diagnóstico principal preenchido com códigos CID-10 referente às doenças biliares, com as seguintes variáveis: ano e mês de competência, caráter da internação, idade, diagnóstico principal, dias de permanência, internação em unidade de terapia intensiva, evolução, região de residência, procedimento realizado, raça/cor, sexo e valor total. Resultados e Conclusão: Foram observados um total de 210.411 hospitalizações, com idade média de 47,18 anos, maioria pertencente ao sexo feminino. A maioria teve evolução por alta com custo hospitalar médio igual a R$ 857,73, sendo a principal causa de hospitalização por código de procedimento descrito como colelitíase e predomínio na região Sudeste do Brasil. No ano da pandemia houve redução significativa da proporção de pacientes internados entre março a agosto de 2020 em comparativo a 2019.

Palavras-Chave: Apendicite; COVID-19; Hospitalização; Epidemiologia.

Downloads

Publicado

12/20/2023

Como Citar

Nogueira, P. L. B., Nachi, A. M., Saretto, B. de O., Costa, F. A., Andrade, G. S. de, Barbosa, J. V. M., … Rezende Neto, J. A. dos S. R. de. (2023). REFLEXO DA PANDEMIA NAS INTERNAÇÕES PARA TRATAMENTO DA DOENÇA BILIAR NO BRASIL NOS ANOS DE 2019 E 2020. COORTE - Revista Científica Do Hospital Santa Rosa, 16(16). https://doi.org/10.52908/coorte.v16i16.313

Edição

Seção

Artigos Originais / Artigos de Revisão