Intoxicações exógenas na faixa etária pediátrica no Estado do Mato Grosso: A alta prevalência das tentativas de suicídio.

Erika Natielli Moreira Frizon, Gabriela Coelho de Oliveira, Luciana Mathias de Camargo, Rauane Beatriz Wachholz, Emmanuela Bortoletto Santos dos Reis, Hugo Dias Hoffman-Santos, Rosa Maria Elias, Thaís Caroline Dallabona Dombroski

Resumo


* DOI: 10.52908/coorte.v0i12.186

Resumo

Objetivo: Descrever o perfil das intoxicações exógenas de indivíduos da faixa etária pediátrica (0 a 19 anos) notificadas pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) no período de 2017 a 2019 no estado de Mato Grosso. Metodologia: Estudo ecológico transversal efetuado através de dados procedentes do SINAN obtidos por meio do repositório DwWeb (SES-MT), durante o período de janeiro de 2017 a dezembro de 2019. Resultados: Foram registradas 236 notificações devido intoxicação exógena, sendo os medicamentos os principais responsáveis, com destaque para a classe dos benzodiazepínicos e antidepressivos; a maioria das notificações ocorreu na faixa etária de 15 a 19 anos (47,88%), destas a principal circunstância de exposição ao agente tóxico foi a tentativa de suicídio. Conclusão: Conclui-se que as intoxicações exógenas por medicamentos apresentam maior prevalência nos adolescentes, os quais possuem motivação intencional, seguido das crianças menores de 10 anos devido aos acidentes com agentes químicos.

 


Palavras-chave


Acidentes domésticos; Tentativa de suicídio; Envenenamento; Notificação compulsória; Crianças

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.52908/coorte.v0i12.186

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 COORTE - Revista Científica do Hospital Santa Rosa

* e-ISSN:  2358-3622

*    ISSN: 2178-0544

*  DOI:  10.52908

_____________________________________________________________________________________________________________________

Indexada em: