Alterações da capacidade funcional de idosos durante a internação hospitalar

Ana Paula Masson da Cruz, Luiz Rodolfo Custódio Pinto, Yumi Gondo Lage, Mara Lílian Soares Nasrala, Elias Nasrala Neto

Resumo


Objetivo: Analisar e descrever as alterações da capacidade funcional de pacientes idosos durante a hospitalização, assim como associá-las a variáveis clínicas e sociodemográficas.
Métodos: Foram estudados 34 pacientes internados em enfermaria do Hospital Santa Rosa. A primeira avaliação da capacidade funcional dos idosos medida pelo instrumento Older Americans Research and Services foi realizada nas primeiras 24 horas de internação e a segunda, no momento da alta hospitalar. Os pacientes receberam intervenção individualizada rotineira por equipe multiprofissional. Os dados foram analisados pelo teste qui-quadrado (p≤0,05).
Resultados: Dos 34 pacientes estudados, 67,6% eram do sexo feminino. Dos pacientes estudados, 17,7% melhoraram sua capacidade funcional ou não apresentaram alteração, 73,5% apresentaram uma piora e 8,8% faleceram durante o período do estudo. Houve significância estatística entre a piora funcional e a baixa capacidade funcional na entrada no hospital.
Conclusão: A capacidade funcional é um forte marcador da saúde do idoso, sendo um importante componente na avaliação de idosos. Identificar os possíveis fatores de risco associados à capacidade funcional torna-se útil na busca por um envelhecimento com melhor qualidade de vida.
Palavras-chave: Saúde do idoso; Hospitalização; Incapacidade funcional; Serviços geriátricos de saúde.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 COORTE - Revista Científica do Hospital Santa Rosa

* e-ISSN:  2358-3622

*    ISSN: 2178-0544

_____________________________________________________________________________________________________________________

Indexada em: